Principal

 

 

Criação e produção: Bert Schneider e Bob Rafelson
Tema musical: Tommy Boyce e Bobby Hart
Distribuição: Screen Gems
Elenco: Davy Jones (dublado por Ézio Ramos), Micky Dolenz (dublado por Olney Cazarré), Peter Tork e Michael Nesmith (dublado por Marcelo Gastaldi [mesmo dublador do Chaves] e Orlando Vigiani).
Dublagem: AIC - SP
Total de Episódios: 58
Extras: 1 longa metragem e 1 show

 

Em 1965, os produtores de TV Bob Rafelson e Bert Schneider, tinham criado a  Raybert Productions, uma empresa independente para projetos de filmes experimentais. Schneider (filho do então presidente da Columbia Pictures, Abraham Schneider), era o superadministrador tático da dupla; Rafelson tinha o dom para descobrir novos talentos. Ambos adoravam tudo o que era fora do normal e, juntos, formavam uma espécie de dínamo criador.

Bob Rafelson teve a idéia para os Monkees anos antes dos Beatles aparecerem. Ele tinha escrito um piloto para a Universal em 1960. Nessa época Bert Schneider era o tesoureiro da Screen Gems, e tinha adquirido a Nevins-Kirshner Music. Bert estava tentando achar um programa em que pudesse usar o novo poder da sua companhia. 

Inspirados pelo surgimento do fenômeno pop - com o lançamento do filme "A Hard Days Night", dos Beatles - eles acreditavam que um programa que incorporasse música pop e um novo estilo de filmagem poderia ser inovador. Ao apresentarem ao graduado executivo da Screen Gems (o braço para a TV da Columbia Pictures), Jackie Cooper, a idéia de uma série sobre uma banda pop formada por quatro jovens, acabaram conseguindo um adiantamento para a produção do piloto.
 

 

 Personagens:

 

Início:

 

Os roteiristas contratados para o episódio piloto, Paul Mazursky e Larry Tucker, sabiam exatamente o tipo de rapazes que eles precisavam para a série. O primeiro tinha que ser um cantor country, o segundo um jovem inglês (por influência de Ward Sylvester, que era um dos Produtores Associados e, também, empresário de Davy Jones), o terceiro tinha que ser um cara engraçado e o quarto um adolescente tímido e desajeitado). Bert e Rafelson decidiram que seria melhor não usar um grupo já existente, pois este estaria sujeito a gravações anteriores e outros contratos que eles não teriam controle.

 

Como primeira providência para encontrar os rapazes adequados para o show, Ward e Davy foram de clube em clube a procura de talentos. Logo, todos os atores do país estavam comentando sobre o novo programa. Então, eles decidiram colocar um anúncio no Variety, que dizia: "Loucura!! Músicos, cantores para atuarem em uma nova série de TV".

 

Mike Nesmith, um músico ligado em country/folk music e excelente compositor, foi o único Monkee que viu o famoso anuncio da Variety.

Peter Tork, o homem dos mil instrumentos, foi convencido a participar dos testes por um amigo chamado Stephen Stills. Stills tinha feito uma audição para os Monkees mas disseram para ele que estavam procurando alguém como ele, só que "com dentes e cabelos melhores". Como Stills e Peter eram quase idênticos, naquela época, Stills falou a ele sobre a audição.

 

Micky Dolenz, um jovem ator/cantor que quando criança, tinha estrelado uma série para a TV (exibida no Brasil) chamada "O Menino do Circo", já tinha feito audições para três ou quatro programas naquele mês. Ele estava procurando por algo que tivesse música.

Schneider e Rafelson fizeram audições bem livres, com caixas de pizza e latas de coca-cola por toda à parte, e vestiam jeans e camisetas ao invés do usual terno. Eles selecionaram Micky, Mike e Peter dentre os muitos que se apresentaram. O quarto Monkee, Davy Jones, já tinha sido contratado pelo estúdio um pouco antes, quando o grupo de teatro com o qual tinha vindo para os EUA apresentou-se na Broadway, com a peça "Oliver". Mas, mesmo assim, ele participou dos testes.

 

A supervisão musical ficou a cargo do executivo da Screen Gems Don Kirshner, que convidou um time de compositores, com nomes como Gerry Goffin e Carole King, Neil Diamond e Jeff Barry, para contribuírem com suas canções para a série. 

Inicialmente, os Monkees não se deram muito bem. Coisas como, por exemplo, Peter estar preocupado por sentir que Davy estava recebendo um tratamento especial; ou Davy ter se espantado com a aparência de Mike, na primeira vez que se encontraram, tornavam difícil o entrosamento entre eles.

 

O piloto da série foi mostrado para um grupo de pessoas que, através de um aparelho chamado "psicogalvanômetro", registrava o quanto eles se divertiam com o que estavam vendo. O programa teve uma classificação muito baixa, no início. Eles acharam que a série era sobre um "bando de caras metidos a espertos que não tinham respeito por ninguém". E se tornou o piloto de pior classificação que o estúdio já havia testado. Decidiram, então, tentar novamente e exibir os testes de cada um para que a audiência pudesse conhecer cada Monkee melhor e, então, amá-los. Após a modificação, a classificação foi além do que imaginavam.

 

Depois que o piloto foi testado de forma satisfatória, finalmente, os produtores acabaram topando com outra barreira. Naquela época, cabelo comprido ainda era sinônimo de "crime contra os bons costumes". Afinal, The Monkees era um programa sobre quatro rapazes com cabelos compridos e que viviam sem nenhuma orientação dos pais (o homem que seria o empresário dos rapazes e que estaria, supostamente, no "papel" dos pais, foi cortado depois do fracasso dos primeiros testes).

 

Os rapazes foram encorajados a, ao invés de decorar seus textos, serem espontâneos e irreverentes. Eles não queriam apenas quatro rapazes lendo textos. Trabalhando sob aquela atmosfera, os Monkees começaram a unir-se uns aos outros. Peter ensinou Micky como tocar bateria, o que ele fez no curto espaço de um ano, enquanto os outros tocavam seus instrumentos. As filmagens aconteciam 5 dias por semana, 12 horas por dia. E eles tinham que gravar 2 novas canções a cada semana.

 

O primeiro episódio foi ao ar em setembro de 1966 pela rede NBC. Fonte: RetrôTV.

 

Episódios:

 

DVD 01
1 - Filha do Sheik
2 - Na Ponta dos Pés
3 - Essa Família é Fogo
4 - A Força do Amor
5 - Monkees no Circo
6 - Cinema prá Frente
7 - A Fita dos Monkees
8 - O Berço da Fama

DVD 02
1 - O Natal é um Espetáculo
2 - Conto de Fadas
3 - Os Monkees em órbita
4 - Um Passe de Mágica
5 - As Diabruras dos Monkees
6 - Há Americanos em Paris
7 - Lançando Monkees
8 - O Concurso

DVD 03
1 - Um Número de Hipnotismo
2 - Monkees em Transe
3 - Um Broto e uma Coroa
4 - Legado Legal
5 - O Pequeno monstro
6 - Procura-se 4 Vivos
7 - Deixa Cair
8 - O Príncipe e o Mendigo

DVD 04
1 - Os 4 Cavaleiros do Iê-Iê-Iê
2 - Nessa Onda eu não Vou
3 - Lenha para toda Obra
4 - Eu compus uma Pequena Canção
5 - Eletrônica, só as Guitarras
6 - Conjunto Desconjuntado
7 - David é uma Brasa
8 - Vendo o Sol nascer Quadrado

DVD 5
1 - Peter esta Gamado
2 - Em todos os Balanços
3 - A Turma é uma Brasa
4 - Canção Cigana
5 - Fã-Clube
6 - Atentem para Detalhe
7 - Um cara pouco Legal
8 - Negócio da China

DVD 6
1 - Uma Quadrilha de Morte
2 - Visita a uma velha Senhora
3 - Nem tanto ao Mar
4 - Monkees fazem seu Jogo

DVD 7 - (Longa Legendado)
1 - Os Monkees estão a Solta

<< Voltar

Principal | Novelas e Minisséries | Seriados e Programas | Desenhos Animados | Filmes | Sobre o Site | Fale Conosco

Adicione Cultura Visual aos Favoritos | Imprimir esta Página

Copyright ©  2007 - Cultura Visual - O Site de Entreterimento - Todos  os  Direitos  Reservados.

Desenvolvido por: S.B.A - Soluções